[ATUALIZAÇÃO 16H: A marca pediu desculpas nas redes sociais e resolveu tirar o comercial do ar. Saiba mais!]

A Pepsi lançou ontem (5) um filme publicitário estrelado pela Kendall Jenner e causou um burburinho na internet com vários discussões sobre seu posicionamento duvidoso no vídeo à assuntos sérios. Será que foi uma boa ideia?

No vídeo, Kendall está em uma sessão de fotos ao ar livre enquanto uma manifestação passa por ela. Ao avistar um rapaz que está te olhando, a moça resolve tirar a peruca e a maquiagem para se juntar a multidão e aparece, mais tarde, oferecendo uma Pepsi para um policial querendo dar um basta na violência.

A propaganda acabou não agradando ninguém e foi bastante criticada nas redes sociais por usar momentos históricos e importantes de protestos políticos, transformando-os em uma passarela do SPFW rodeada de gente feliz e bonita.

Mas, não é bem assim que as coisas acontecem…

As críticas focaram, principalmente, na imagem da modelo se aproximando dos policiais com uma Pepsi na mão, referência a um ato emblemático que aconteceu em Baton Rouge após a trágica morte de um negro pela polícia.

O movimento ativista, conhecido como Black Lives Matter, foi marcado por uma cena na qual a protestante Ieshia Evans se aproxima da tropa calmamente e rapidamente é detida bruscamente por eles.


A imagem também faz referência a histórica cena, que aconteceu em 1967, intitulada “Flower Power“. Nela, os manifestantes colocam flores nas armas dos soldados em protesto contra a guerra do Vietnã:

Assista ao comercial da marca: