2
A Dona Disney sempre foi reconhecida pela entrega de grandes e marcantes produções. Grandes e marcantes pra valer, todas tem um significado. Desde os desenhos à mão (Branca de Neve foi o primeiro longa de animação da história) até as animações 3D (Frozen que o diga) e longas com pessoas reais (Era de Ultron impressionou a crítica e ocupa a 6ª posição na lista de filmes que mais renderam no cofre de Hollywood). Agora que ela é detentora dos direitos de produção e distribuição da MARVEL (Vingadores e Cia.) e da Lucasfilm (estúdio que deu origem à Star Wars), é oficial: Disney é uma máquina criadora de encher os olhos! Bom, mas nem tudo são flores. Para boa parcela dos consumidores, parte desse encanto vem se perdendo no Brasil quando o assunto é levar a experiência desses filmes pra casa.

branca de neve edição diamanteO Blog do Jotacê, um dos principais canais nacionais de colecionadores de Blu-rays e DVDs, lançou semana passada a campanha #BoicoteDisneyBR, que teve ampla adesão e já repercute em todas as redes sociais da empresa do camundongo e nos e-mails dos responsáveis também. O post original deixa bem detalhado o descontentamento geral dos fãs e colecionadores do país com a baixa qualidade dos produtos lançados por aqui, que não fazem jus às obras da companhia e nem compensam o alto custo. A excelência da Disney em tudo o que faz está, segundo o blog, bem longe dos produtos lançados para o mercado de home video no Brasil. A intenção é dar um alô pro pessoal que cuida desse departamento e fazer com que os próximos lançamentos sigam um rumo de padrão melhor.

boicote-disney-br2

Apesar das facilidades do mundo moderno, com diversas formas de assistir um filme online, muitos ainda prezam pela compra de uma edição física original, se preocupando em expor algo de qualidade na estante e em completar sua coleção com itens que valham a pena. Esse interesse vem deixando de ocorrer no Brasil, onde algumas produtoras têm investido pouco na confecção dos produtos. Mas esse movimento veio pra corrigir isso!

Pra te deixar a par da situação, eis um resumo das razões que, na opinião de colecionadores ouvidos por nossa equipe, fazem a empresa ser alvo do boicote:

  • Ratatouille1Blu-ray: a gente se vê por lá | Tem muita mídia em alta definição da Disney que foi lançada em outros países com legenda – e até dublagem – em português (Duro de Matar, Vida de Inseto, Sangue Negro, Ratatouille, etc.), mas o próprio Brasil ficou sem o lançamento por aqui.
  • Blu-ray: a gente não se vê nem lá | Além de ter essas situações em que o Blu-ray só chegou com opções em português lá fora, também tem essa de vários Blu-rays que não tem opções em português em lugar nenhum! Ou seja: importar, nem pensar. É o caso de 12 Anos de Escravidão, ganhador do Oscar de 2014 na categoria Melhor Filme, distribuído pela Disney/Buena Vista no Brasil.
  • Edição Diamante da 25 | Anualmente, a Disney relança 2 grandes títulos clássicos com o selo de Edição Diamante. Começou bem em 2009, mas assim como as demais mídias, essa também teria sofrido com o tempo. A má qualidade do material usado e a falta de diferencial pra uma coleção tão relevante é sinônimo de muita decepção pra algumas pessoas.
  • 2, 4, 6, 9, 21, 37… | O padrão nos lançamentos se perdeu: uma hora, os combos de Blu-ray + DVD vinham em estojo de Blu-ray, em outra no de DVD (a estante de quem coleciona fica bem inconforme). E esse não é o único caso de padronização falha, já ocorreu de DVDs serem lançados como Edição Especial, depois como Edição Diamante. Além de lançarem por vezes o volume 2 de um filme, mas não o primeiro. E por aí vai.

bluray and dvd

  • Black Friday, cadê? | Capitão América – O Soldado Invernal é um bom exemplo do que acontece: o combo Blu-ray 3D + Blu-ray 2D foi lançado no ano passado e até hoje é vendido com preço de lançamento (R$90), aparentemente sem nunca ter passado por uma oferta bacana ou promoção que valesse a pena. E esse não é o único caso.
  • MARVEL vendida. E agora? | A distribuição dos filmes dos heróis da MARVEL ficava a cargo da Paramount, que preparava edições com luvas especiais (aquela sobrecapa do estojo) e ainda faziam parte das promoções de alguns sites. A Disney replica os novos longas aqui no Brasil usando tarjas e artes estranhas na capa e sem trazer nenhum agrado ao consumidor por preços relativamente altos – e persistentes.
  • Tiragens pequenas | Se Hércules, Uma Cilada Para Roger Rabbit, Tarzan, Nem Que a Vaca Tussa ou alguns outros estão na sua lista de filmes favoritos, é uma pena. A nova distribuidora faz uma tiragem muito pequena de alguns títulos e não supre toda a necessidade, deixando os consumidores apressados por uma compra ou inseguros sobre quando o título vai estar de volta nas prateleiras.

imagem-destaque

  • Não sou obrigada | Pelo visto, há uma falta de diálogo enorme entre o pessoal da Disney e o seu público. Reclamações são feitas não desde hoje e parece que o efeito ou a atenção dada ao problema são praticamente nulos.
  • Star Wars: A Força Despertará? | A esperança é que até o lançamento de Star Wars em home video, toda essa situação já tenha passado. O público teme o futuro da saga nas mãos da Disney, já que até hoje, os filmes clássicos – distribuídos por outra empresa – vem contando com um tratamento pra lá de respeitoso.


A gota d’água para os idealizadores do boicote foi o lançamento nacional de Era de Ultron, que dado o filmaço e o sucesso que foi, esperava-se que recebesse uma maior atenção. Mas aqui na nossa terrinha, mais uma vez não foi o que se viu. Se o primeiro Vingadores recebeu uma bela edição na lata, com cards e ainda um combo com o Blu-ray 3D + Blu-ray 2D duplo, Era de Ultron vem num lançamento sem combo nenhum. Quem tem a TV que exibe em terceira dimensão e vai querer curtir o filme nesse formato também, terá que compra-lo sozinho, mas lembrando: o Blu-ray 3D não conta com as horas de bônus especiais. Pra ter acesso a esse material, o consumidor teria que comprar mais uma cópia do filme (a 2D). Nessa brincadeira, já se vão R$130. O que se compra com 130 pilas lá fora?

Enquanto isso lá na terra do “tio Sam”, a segunda aventura dos Vingadores chega num combo especial de Blu-ray 3D + Blu-ray 2D (filme + extras) + Cópia Digital em HD. Além do conteúdo interno, a apresentação com luva lenticular já é praticamente certa. Tudo isso por menos do equivalente a R$100 – tá bom demais né? E ainda sobra um trocado pra uma camiseta da MARVEL Comics.

Abre o olho, camundongo!

ATUALIZADO | Assista ao vídeo que o Blog do Jotacê publicou comparando a edição do Brasil em Blu-ray de A Bela Adormecida com as edições internacionais: